Rede GigaNatal

A Rede GigaNatal tem como principal objetivo interligar as instituições de pesquisa e ensino superior localizadas na região metropolitana de Natal. Entretanto, outras instituições também podem se candidatar a usar os serviços dessa rede, a exemplo de órgãos governamentais, tribunais, hospitais e outras. Essa interligação pode ser feita por meio de fibras ópticas que se conectam a um dos GigaPoPs da rede ou através de acesso sem fio a um nó de concentração disponibilizado para essa finalidade.

A Rede GigaNatal provê, então, às instituições clientes, conectividade física dentro de sua área de abrangência geográfica. Assim, através dessa rede uma instituição pode estabelecer comunicação ponto-a-ponto com um provedor de serviços, como um provedor de acesso à Internet, por exemplo. Além disso, também é possível a instituição cliente utilizar os recursos da Rede GigaNatal para interligar diferentes setores separados geograficamente, de forma a construir sua própria rede corporativa.

O acesso à Internet, para as instituições atendidas pela Rede GigaNatal, pode ser realizado através de diversos provedores, que também estão conectados a esta rede. As instituições autorizadas pela RNP, em geral instituições de ensino superior e pesquisa, podem acessar a Internet a partir do PoP-RN, que está conectado ao backbone da RNP (Rede Ipê). Estas instituições também tem acesso aos outros serviços avançados de rede oferecidos pela RNP. As demais instituições podem utilizar do serviço de acesso disponibilizado por diversos provedores comerciais de acesso à Internet, através do Ponto de Troca de Tráfego (PTT) implantado na Rede GigaNatal.

A imagem abaixo exibe o backbone inicial de fibra óptica, ativado desde 2008, que abrange uma área significativa da cidade de Natal.

map_giganatal data-align=

 

Mais recentemente, este backbone foi bastante ampliado, de forma a estender seu atendimento a outros municípios da região metropolitana de Natal. Atualmente, estão instalados aproximadamente 260km de cabeamento óptico, passando por nove municípios da região metropolitana, conforme mostra imagem a seguir.

map_gigametropole data-align=

Rede GigaMetrópole

Partindo da Rede GigaNatal ampliada, foi construída uma rede de acesso óptica, para interligação, inicialmente, das escolas públicas estaduais e municipais localizadas em quatro municípios da região metropolitana de Natal. Esta rede atende, atualmente, 350 escolas públicas com acesso banda-larga à Internet, com velocidades variando entre 10 a 50 Mbps.

Desde sua concepção, esta rede de acesso foi contruída para também ter capacidade de interligar outras unidades de interesse público, a exemplo de hospitais estaduais, postos de saúde municipais, delegacias e outros. Esta estratégia se mostrou acertada, uma vez que vários órgãos da administração pública estadual e municipal tem aproveitado esta rede para interligar suas unidades de interesse: recentemente, a SESAP ativou uma rede para interligação de 20 hospitais estaduais.

Além disso, a SESED tem a previsão de ativar, ainda em 2019, uma rede voltada à interligar 100 novos pontos da área de Segurança Pública e o SUS também está em processo de implantação de sua rede de atendimento a 80 unidades de saúde na esfera municipal, dentre postos de saúde e outros.


Rede Veredas

Assim como a Rede GigaNatal tem o intuito de interligar as instituições de ensino e pesquisa superior para as regiões de Natal e cidades próximas, a Rede Veredas oferece a possibilidade de conexão das instituições do interior do RN até o PoP-RN, sendo possível acesso aos serviços oferecidos pelas instituições sede sem precisar necessariamente de acesso à Internet.

Os clientes da Rede Veredas têm acesso, também, ao Backbone da RNP, portanto acesso em alta velocidade à Internet e outros serviços oferecidos pela RNP, tais como salas de Videoconferência, Voz sobre IP, acesso ao Portal de Periódicos Capes pela Rede Cafe, etc.

A diferença para a Rede GigaNatal está na infraestrutura - interligação entre o cliente e o PoP-RN. A conexão é feita por operadoras contratadas pela RNP, conforme viabilidade técnica das operadoras para cada região do RN. Assim que o circuito é entregue, a RNP envia um equipamento para o local e o PoP-RN realiza testes para garantir que o circuito esteja dentro dos padrões da contratação - circuito simétrico, estável e banda atingindo o valor contratado. Quando o resultado dos testes é satisfatório, o enlace é disponibilizado para a instituição cliente.

A RNP com o intuito de disponibilizar sempre os melhores serviços e acessos, oferece atualmente as conexões para as instituições do interior do estado pelo Projeto Veredas Novas. Para participar é necessário fazer um cadastro junto à RNP a fim verificar se a instituição possui os requisitos para participar do Projeto.

Saiba mais em Projeto Veredas Novas.

A imagem abaixo indica os clientes ativos da Rede Veredas atualmente.

map_veredas